Admitir

Senhor, Admito minha dependência dos vícios e pecados e que sozinho não posso vencê-los. Liberta-me!

O Primeiro Passo é uma oportunidade para enfrentarmos a realidade e admitirmos que nossa vida não está funcionando como desejaríamos. Aceitamos e paramos de fingir, rendemo-nos e encaramos a dor dos nossos vícios e pecados.

Para a maioria de nossas idéias apresentadas no Primeiro Passo são acabrunhadoras até começarmos a ver nossa vida como ela realmente é. Nossas experiências de vida fazem-nos lembrar que nem sempre nosso comportamento temtrazido paz e serenidade. Nossa vida está cheia de comportamentos indesejáveis e emoções inadequadas. O fato de ainda sentirmos a dor e pedo do pecado é sinal de que precisamos começar o processo de cura que fará as mudanças necessárias em nossa vida.

Geralmente uma crise nos leva entender o quanto estamos longe de sentirmos e vivermos segundo a graça de Deus. Às vezes, escondemos nosso medo, fraqueza e dúvida, até que estejamos prontos para começar a tirar as barreiras que nos protegem. Então, Ele permite circunstâncias difíceis, que nos ajudam a reconhecer nossas dificuldades. Quando, por fim, fica claro que não estamos conseguindo manter aparências ou quando decidimos que não queremos continuar investindo a energia emocional que ta aparência exige, existe então a esperança para nós.

O fato de ainda sofrermos por causa do passado não diminui o impacto da salvação nem é um sinal de um relacionamento fracassado com Deus. É apenas um sinal de que estamos reconhecendo que existem áreas em nossas vidas para Deus mudar e curar. De forma parecida, muitos personagens bíblicos, lutaram bastante para repararem os erros do passado, para superarem as fraquezas da natureza humana e se livrarem das muitas tentações.

O Primeiro Passo é o alcance para todos os outros passos. Re-examinaremos nossas vidas, descobrindo nossos vícios e pecados e que existem áreas de nossa vida que estão fora de controle. Aceitar isso não é fácil. Apesar de nosso comportamento ter nos levado ao estresse e ao sofrimento, é muito difícil abrir mão de nossas idéias e confiar que as coisas vão acabar bem. Podemos experimentar confusão, inércia, tristeza, insônia ou um sentimento de crise ou de incapacidade. São reações normais às fortes lutas interiores pelas quais estamos passando. Não devemos nos surpreender se as dificuldades aumentarem nos próximos (primeiros) meses. Mas se perseverarmos, chegaremos a experimentar uma saúde emocional e espiritual além do que imaginávamos ser possível. Pode acreditar nisso!!!!

O Primeiro Passo é uma passo de humildade e quebrantamento: humildade de reconhecer que precisamos de ajuda pois sozinhos não vamos conseguir, e quebrantamento de nossa identidade que tem nos protegido até aqui. Reconhecer que não temos recursos emocionais e espirituais para administrarmos bem nossas vidas. Se estamos dispostos a admitir isso, encontramos no grupo um lugar onde tal admissão é aceita. Se ainda é difícil admiti-lo, continue pedindo que Deus o guie nesta programação. Não podemos nos esquecer que nossos traços de caráter, hábitos e comportamentos prejudiciais fazem parte de nossas atitudes costumeiras, conscientes ou não, e são reações às tensões da vida. À medida que observamos os comportamentos inadequados virem à tona, podemos admitir nossa impotência e buscar ajuda Divina. Precisamos de ajuda, por que sozinhos não conseguiremos. Quando pararmos de encontrar desculpas para nosso comportamento inadequado, vícios e pecados, teremos dado o primeiro e difícil passo para alcançarmos a humildade que precisamos para aceitar orientação espiritual para reconstruir  nossas vidas e à nós mesmos.

Fonte: Pastoral da Sobriedade – CNBB – Regional Sul I – Cartilha do Agente

Sugestões, dúvidas ou quaisquer bate papo, entre em contato conosco! 
pastoraldasobriedade@hotmail.com.br 
  1. GOSTEI MUITO DO SEU BLOG !!!!!!!!
    PRETENDO VISITÁ-LO COM FREGUÊNCIA .
    UM GRANDE ABRAÇO
    ITALIA

  2. taiza mara martins

    Olá ,a pouco tempo descobri esse projeto, gostei muito; pois estou trabalhando em minha cidade Munhoz .Com jovens pretendo ter como um incentivo a Pastoral da Sobriedade no qual nos ensina a trabalhar com nossos jovens e adolescentes numa reflexão para eles enfrentarem seu dia – a – dia. Parabéns a todos………..

  3. marlene lara nunes

    Conheci a pouco tempo esta pastoral.Estou participando e ajudando meus irmãos de fé.Acho muito importante e bonito o trabalho.Que DEUS nos ajude sempre.Abraços

    • ANA ANGELICA CABRAL DE ALMEIDA

      muito bom e importante o que aqui esta escrito pois ressalta a necessidade de darmos este passo diariamente pois somos imperfeitos e podemos voltar a nos deixar enganar pelos nossos impulsos e sentimentos muito,muito,muito bom
      ANA ANGELICA ALMEIDA

  4. gostei muito desse site

    • Sou um dependente químico em recuperação a cinco anos e o admitir foi o mais importante o ponto de partida para minha redenção na luta contra as drogas

  5. Sou um dependente químico em recuperação a cinco anos e o admitir foi o mais importante o ponto de partida para minha redenção na luta contra as drogas

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: