O Grupo de auto ajuda

O Grupo de Autoajuda é a metodologia adotada pela Pastoral da Sobriedade para o tratamento das dependências.

É considerado pela ciência um recurso eficaz para esse tratamento por ser utilizado com o objetivo de restaurar o equilíbrio emocional das pessoas que compartilham as mesmas dificuldades.

No Grupo de Autoajuda, as pessoas aprendem a lidar e a resolver seus problemas através da ajuda mútua. Durante a partilha das experiências de vida os participantes conseguem identificar parte de sua própria história pelo sofrimento, pela experiência e pelos anseios dos outros. Através do relato das experiências do outro, cada um tem maior possibilidade de perceber a si mesmo e de entender as pessoas com as quais convive. No Grupo de Autoajuda as pessoas orientam suas vidas, buscam o autoconhecimento e novas formas de solucionar os problemas que as afligem.

O Grupo de Autoajuda da Pastoral da Sobriedade utiliza o modelo sistêmico para ajudar as famílias a encontrarem soluções aos abalos que sofrem quando um ou mais membros estão afetados pela dependência química. O paradigma sistêmico não está restrito à psicologia, mas a uma nova forma de pensar da ciência, que auxilia o sistema familiar na busca do equilíbrio. A dificuldade de um dos membros da família é compartilhada por todos e, cada um, tem sua participação e responsabilidade no processo de mudança.

O Grupo de Autoajuda da Pastoral da Sobriedade é desenvolvido através de reuniões semanais. Essas reuniões estão baseadas na reflexão e na vivência de 12 temas bíblicos que pretendem levar a uma conversão, a um Programa de Vida Nova. Isto porque a Pastoral da Sobriedade não se limita apenas em bloquear o uso da droga e o abuso do álcool, mas propõe a redescoberta do verdadeiro sentido da vida.

O objetivo da reunião é tratar o problema da dependência química abrangendo o grupo familiar, sem, no entanto, promover um confronto entre eles.

Enquanto o dependente participa buscando a libertação, a sobriedade, o familiar participa para se orientar e ajudar de maneira efetiva na recuperação de seu dependente. Assim, através de uma interação dinâmica pela partilha da experiência de vida de cada participante que acontece nos grupos de partilha, dependentes e familiares tomam consciência dos problemas que estão prejudicando o bom relacionamento entre eles.

A reflexão de cada um dos 12 Passos da Pastoral da Sobriedade, aos poucos, vai tornando dependentes e familiares mais sensíveis ao sofrimento um do outro, estimulando a mudança de comportamento pessoal. Essa sensibilidade os fará mais acolhedores e compreensivos e os levará a demonstrar a caridade e o amor incondicional, que todo cristão tem o dever de vivenciar, principalmente com as pessoas mais próximas, as que fazem parte da própria família.

Outro elemento importante nesse processo é a escuta. Quando a pessoa se abre para ouvir o outro, torna-se capaz de abrir o coração para experimentar a Terapia do Amor e do Perdão. Essa experiência promove relações afetivas saudáveis, na qual o amor prevalece e leva a um processo de conversão alicerçado na vivência do Programa de Vida Nova.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: