Professar a fé

Senhor, Professo que creio na Santíssima Trindade e peço ajuda da Igreja com a intercessão de todos os santos. Instrui-me na Tua Palavra!

O que começou como um processo de recuperação agora se transforma num relacionamento pessoal com Deus que reflete em toda a nossa vida. Nesse passo, somos chamados a refletir e experimentar um relacionamento filial com Deus. Ele é Pai e nós somos seus filhos. Ele nos ama não pelo que fizemos em nossa vida, mas simplesmente porque somos seus filhos e Ele é amor. Não há condições para esse amor, Ele nos ama incondicionalmente e nos ama sempre, não importa o nosso passado e nem as decisões do presente. Ele nos ama gratuitamente.

Quando iniciamos na programação talvez não tivéssemos consciência desse amor, ainda assim Ele nos amava e nos aguardava para que tivéssemos um relacionamento de filhos e de filhos amados. Nesse primeiro momento o grupo e as pessoas são as expressões desse amor. Em comunidade professamos a nossa fé e nos permitimos viver como filhos de Deus. Rezamos o “Pai nosso” em uma nova experiência de fé. Estamos iniciando uma forma de vida inteiramente nova e isso envolve um profundo engajamento com a igreja, com o grupo e com a sociedade. A cada dia, a cada reunião abrimos espaço para que nossa consciência se amplie e isso contribui para nossa integridade espiritual.

Estando em recuperação, o grupo de apoio e a igreja não são mais coisas para nosso tempo livre, ou apenas quando estamos em crise, é uma espiritualidade ativa, sempre teremos algo a compartilhar com outro. A idéia de que somos filhos de Deus nos leva a uma dimensão de comunhão universal e expressamos isso em todos os nossos afazeres. Encontramos prazer nas coisas do dia a dia, vivemos o presente, o passado já passou, o futuro não sabemos. Às vezes ficamos presos a tensões e estresse e esquecemos do chamado, mas logo voltamos à consciência do que nos convém verdadeiramente: somos filhos de Deus.

Professar a fé em Jesus Cristo é aceitá-lo como Deus que veio em nosso auxílio e está conosco em nossa caminhada de homens. Ele formou a primeira comunidade cristã e nós, no grupo de apoio, imitamos esse modelo. Se lermos as entrelinhas do novo testamento compreenderemos que Jesus formou com os seus discípulos um grupo de mútua ajuda, onde todos puderam desenvolver uma nova vida. A experiência foi tão arrebatadora que mesmo depois da ressurreição de Jesus, eles continuaram a levar aquela mensagem e, de alguma forma, ela chegou até nós.

Nós os cristãos, reconhecemos em Jesus, um grande homem e também aceitamos a sua divindade. Ele nos ensinou a chamar Deus de Pai e através do gesto da encarnação, hoje temos no céu, um homem, nosso irmão, sentado no trono de Deus e intercedendo por nós.

No sacrifício da cruz Ele conquistou para nós o perdão de nossos pecados, não precisamos mais carregar pesados fardos do nosso passado. Ele nos convida para irmos até Ele: “Vinde a mim vós que estais cansados sobre o peso de vossos fardos e eu os aliviarei” (Mt 11,28). Ele também é nosso intercessor: “Até agora não pediste nada em meu nome. Pedi e recebereis para que vossa alegria seja completa” (Jo 16,24). Ainda prometeu: eis que estou convosco todos os dias até o fim do mundo. Crescendo na fé vamos adquirindo a percepção de que não estamos sozinhos, realmente o Cristo está conosco, não estamos mais separados do amor de Deus.

Quando sentimos dor e sofrimento encontramos o apoio nessa presença divina. Viver em comunhão com Jesus nos oferece a oportunidade de experimentarmos seu perdão, seu amor e acolhimento de nossa pessoa. Ele continua a nos ensinar pessoalmente nos momentos de oração e também no grupo de apoio através de sua presença em cada pessoa.

O Espírito Santo é a terceira pessoa da Santíssima Trindade, sua missão é revelar Jesus para o mundo. Ele age em nós pois somos templos do Espírito Santo, age através de nós, levando-nos a testemunhar o que Jesus fez por nós.

Temos no grupo de apoio um momento muito especial dessa ação do Espírito quando damos depoimento, descrevemos como o Espírito de Deus opera por meio dos doze passos para transformar nossas vidas. É assim que comunicamos nossa experiência e também nossa força. Estamos convencidos, pela ação do mesmo Espírito, que a presença de Cristo em nossas vidas opera as mudanças que testemunhamos.

O Espírito Santo nos conduz a um caminho de auto conhecimento, com sua ajuda conseguimos ver o que está dentro de nós e equilibrar com o que acontece fora de nós criando uma harmonia entre a vida interior e a vida exterior.

Fonte: Pastoral da Sobriedade – CNBB – Regional Sul I – Cartilha do Agente

Veja mais reflexões sobre o passo em:
 
Professar a fé…
Autenticidade Cristã
Professar a fé na sobriedade
 
 
 
Sugestões, dúvidas ou quaisquer bate papo, entre em contato conosco!
pastoraldasobriedade@hotmail.com.br 
 
 
  1. maximino faria barbeito

    adorei a reflexão

  2. Carlos Roberto Modesto

    Carlos Roberto Modesto, sou de Ilha Solteira, membro dessa maravilhosa pastoral e gostei muito do comentario sobre professar a fé , parabéns, vcs nos ensinam muito. Paz e Bem.

  3. Joao Carlos Cassiano

    Pastoral da sobriedade:
    As leituras bíblicas de cada passo são de diversas traduções, as pessoas que tem a Bíblia tem a da Ave Maria. Sugiro que nas próximas edições do livro as leituras pussam ser de uma única editora , facilitando assim para os leitores.
    João Carlos Cassiano, Agente de Pastoral, Pedreira, SP,

    • Oi João, tudo bom?
      Recebemos a sua sugestão sobre as diversas traduções que foram usadas nas edições dos livros da Pastoral…
      Bom, nosso blog é da Pastoral de Araçatuba/SP, então não temos como mudar as livros. O legal das diversas traduções é que uma palavra diferente pode mudar o impacto da mensagem, dependendo da pessoa…
      Mas entendo o que você quer dizer, aqui em Araçatuba, nós ganhamos um retroprojetor de transparências, imprimimos as passagens e projetamos no telão para que todos leiam juntos. Quem sabe você não conseguem alguma coisa nesse estilo?

      Muito obrigada por acompanhar o blog, pelas sugestões, afinal é assim que crescemos!

      Deus abençoe

  4. Sou agente na minha cidade, e faço as reflexões seus textos tem ilustrado muito minhas pregações Deus abençoe sempre. Silvana Mota. Lençóis Paulista. Sp.

  5. Participo da Pastoral no valparaiso de goias.!
    Belo trabalhoo de divulgação dessa pastoral tão linda “!
    Parabens “)

  6. Alcione de Oliveira

    Parabéns pelas lindas reflexões.Meu Nome é Alcione sou um pecador em recuperação e agente da pastoral aqui em Curitiba Pr comunidade Nsª Sraª Auxiliadora,Gostei muito deste blog pois contribui para nós fazermos nossos passos.Obrigado e “Sobriedade e Paz”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: